sábado, 31 de dezembro de 2011

Cheers!




Umas boas saídas... e melhores entradas, são os votos que desejo a todos.

Feliz Ano Novo!

Libertya...

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Caminho...



Em direcção  ao Ano Novo em plena combustão... Deixando para trás as cinzas do ano que passou e abraçando o que se avizinha com mais força, garra, determinação, espírito e, certeza de que será um de (re)nascimento!



Segundo a segundo a ampulheta da vida mostra-se calma, porém implacável... E fatal como o destino! E por mais caminhos, encruzilhadas, becos ou esquinas que se deparem à nossa frente, todos vão dar ao mesmo local, agora... o que marca a diferença, é a forma como os encaramos, vivemos, sentimos, enfrentamos e, os ensinamentos que deles tiramos. O enriquecimento, crescimento e estofo para os precalços do próximo que se há-de desenhar à nossa frente, diante das escolhas, voluntárias ou não, são o que nos define como seres e indivíduos, únicos e perfeitos na nossa imperfeição e dimensão.

O que importa não é chegarmos ao destino mas sim... como lá chegamos, e nisso, gosto de ser eu mesma... Intensa!

E acima de tudo....

Libertya!






segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Sentir...



Cada um tem o seu, de acordo com o momento, circunstância,

a sua essência...


Revela-me a tua...

Libertya...


sábado, 24 de dezembro de 2011

Merry Xmas


Carregado de luz, harmonia, amor, carinho, calor e tudo a que têm direito!

Feliz Natal são os votos da Libertya....

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Missiva...



Querido Pai Natal,

Este ano não vou estar com rodeios, palavras pomposas e cheias de florinhas, perdi a caneta mágica, e a pachorra eheh. A minha lista é curta, e como tal quero...

Uma Bimby... O raio da maquineta é gira que se farta!

Um Audi R8... Há dois anos que to peço e não tem de ser para todos os dias, mas se até a Cinderela teve uma abóbora que virou carruagem do dia para a noite, eu também quero!!!

Uma casa na Quinta do Lago... Com piscine, jacuze e tudo e tudo e tudo.

O número mágico do Euromilhões... Já te poupava aos gastos dos presentes listados acima, tá?!?!

Paciência para aceitar as coisas que fogem à minha compreensão e calma para não explodir com elas... Isto anda bravo para estes lados. Eheheh

O Michael Bublé a cantar para mim... Ui!

Vá... sabes que não sou materialista, apenas quero isto...

Ver o sorriso das minhas princesas todas as manhãs...

Saúde para poder educá-las, força para guiá-las pela vida fora, amor e carinho, e muita, muita paciência... que estão uns diabretes de primeira!

Serenidade... paz interior... e sensatez...

 
Uma mesa farta para todos os que amo, durante os 365 dias do ano, amor e carinho nos seus corações e muita saúde....

Não fui exigente pois não? ;)

Saudações Libertyas...


Votos de um Feliz Natal a todos os que por aqui passam!!! :)






segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

É de pedir aos céus...

Simplesmente... assim...


Palavras para quê?




domingo, 18 de dezembro de 2011

Open!


Sempre envolta em tons escarlate,
Passos firmes e presença vincada,
Envolvente na sua arte,
Certa de si na sua caminhada...

"Dianja" de corpo e alma,
Intensa na sua essência!

Libertya é e sempre será...


Libertya!


terça-feira, 29 de novembro de 2011

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Eu...

... Quero assim...

E vai ser assim mesmo!

Sem tirar nem pôr...

Mas pensando bem,

Tira e põe, como te convém...

Libertya!

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

"Nossa...

Nossa... Assim você me mata!"


Cara séria e olhar penetrante,
Beijo envolvente, quente e viciante,
Sorriso malicioso e saboroso...

Mestria nas mãos, Diabo no corpo,
És puro fogo!

Suave em movimentos cadenciados,
Forte na vontade e desejo,
Tesão gritante em pele marfim,
Prendes-me em laços de cetim...

Voz desconcertante,
Timbre perfeito... Calmo, pausado e vibrante,
És simplemente de tirar
o fôlego!

Ai se eu te pego...

Ui!

Quero mais, e mais, e mais...

E vou ter! Hummm

;)



segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Halloween

Geeting ready to play....


Will you be my treat?


Happy Halloween!

domingo, 30 de outubro de 2011

Black and...

Red...


(Pic by El Solitario)

E quando se pede a um mestre, obtém-se um resultado Sublime...

Palavras para quê?

Libertya na sua essência, captada e retratada a traços finos e intensamente pincelados.

O meu obrigada El... :)


Logo acertamos contas, meu caro... ;)


domingo, 23 de outubro de 2011

Unchain...

... My heart...


Hold me...

Kiss me...

Slowly... Tenderly...

"I'm just sitting here waiting for you"

... Libertya...

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Abandono...




Leva-me...

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Prends moi...

Je suis à toi...


Mea culpa!

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Urgência...

De ti!


Vontade... de nós!

Encaixe perfeito...

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Descanso...



O nosso amigo Blogspot decidiu que o post anterior, apesar dos emendos devidos, havia de sair torto.. mas condiz com a Libertya, vá. E a pachorra... está como eu, ou seja, nenhuma!

E como tal, deixo um beijo libertyo e um até já, ou não... ;)

Vamos a isto?




"Quem te apurou?
Como os anos passam por nós
É ver o tempo deixar-nos sós
E esperamos

Que justifiquem ou que nasça pelo menos alguma razão
Ao motivo pelo qual vai cedendo o corpo então
Aos anos

Sinto mais do que preciso
Perco a voz ganho juízo
E quem fui eu não sou mais



Mudam gostos ganho peso
Perco medos e cabelo
E quem fui eu não sou mais

Não choro as partes que estão para trás

Não concluo
O meu tempo não é uma canção
Tem quase sempre rima certa, métrica e refrão
E esta acabou

Mudam gostos ganho peso
Perco medos e cabelo
E quem fui eu não sou mais

Algo melhorou!
Ficámos sábios… pelo menos aos olhos dos outros
Ser responsável compete a poucos
A bem poucos....
Não dependemos, daqui para a frente, de ninguém
Quer dizer… O sexo agora implica quase sempre alguém
E Ainda bem!!!!

Sinto mais do que preciso
Perco a voz ganho juízo
E quem fui eu não sou mais

domingo, 25 de setembro de 2011

sábado, 10 de setembro de 2011

Miminho...


A sempre elegante e muito doce Deusa do Olimpo decidiu mimar-me com este presente que exibo com orgulho, e seguir as regras:

Quem me mimou : Vénus in Red
7 coisas sobre mim : Complicado... Mas vamos lá :)

- Adoro mimar os outros, e tenho consciência de que sou boa nisso
- Sou super bem disposta e raramente acordo de mau humor
- Prefiro ouvir os outros a falar de mim
- Distraída mas muito atenta a pormenores, detalhes e afins
- Sou 8 ou 80, quente ou frio, morno... Não condiz comigo
- Não suporto injustiças nem tolero faltas de educação ( e não me refiro a palavrões)
- O que tenho de meiguiçe tenho de agressividade, na mesma proporção...

Presentear 6 blogs com o mimo, sendo que já foram presenteados quase todos, é tarefa complicada...

DoiSabores
El Solitário
Stargazer
Momentums
Ulisses
O Sr. Geninho

Toca a enfeitar os cantinhos... :)

domingo, 28 de agosto de 2011

Desafio I...






Desafiada pelo El Solitário, A vénus in Red, a Stargazer e o Ulisses, 4 dos meus Top 10, não tenho como recusar... Então aqui vai:

1 - Qual foi a ultima vez que fizeste sexo?
» Há cerca de 2 semanas, mais coisa menos coisa...

2 - Gostavas de fazer sexo com mais de que uma pessoa ao mesmo tempo?
» Porque não? Desde que me sinta à vontade para isso, não digo que não a nada, tudo é válido.

3 - Umas boas palmadas naquela hora certa... Gostas?
» Adoro! Se bem que a questão pertinente (pelo menos para mim) não é a hora certa... mas sim a pessoa certa para tal. ;)

4 - A favor ou contra o uso de palavrões durante o acto sexual?
» Totalmente a favor, desde que agrade a ambos! Há momentos em que o sangue ferve e no enquadramento certo, é qualquer coisa de... Mas mais uma vez, depende muito da pessoa com quem se está.

5 - Dominar ou ser dominado?
» Ambas, se bem que a predominância é a primeira, sem duvida alguma...

6 - Onde gostas mais de ser beijado/a?
» Em todo o lado, mas se me beijam na coluna... é a morte do(a) artista!

7 - Sexo oral. Um prazer acrescido ou uma variante pouco usada?
» Parte fundamental... Se bem que quando a vontade urge e o tempo não é muito, também não é mau, mas definitivamente, um prazer muito acrescido.

8 - Qual o lugar menos óbvio onde fizeste sexo?
» No capôt do carro em plena luz do dia, numa zona não tão pouco movimentada quanto isso...

Deveria de o passar a 5 blogs femininos e a 5 masculinos, mas uma vez que já practicamente todos os blogs que visito com assuidade e muito prazer já foram desafiados, deixo-o a quem o quiser fazer.... Com o mesmo gosto que me deu a mim.

... Libertya....

sábado, 27 de agosto de 2011

Tentação (minha)...



Deixas-me.... assim!!!


À deriva.... À beira da loucura!

 

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Libertya...


 Is back!


Férias do trabalho, férias do blog, férias de tudo um pouco... Mas como o bom filho à casa retorna, faço o mesmo. Mais revigorada, um bronze de fazer inveja e com as forças em alta, a língua afiada e as asas mais escarlate que nunca.

It feels good to be back...

... Libertya...


terça-feira, 26 de julho de 2011

Contrastes...

Chama que incendeia os corpos...


Água fria que os banha e arrepia...

A delicia dos polos que se convergem

A entrega aos sentidos...

Um por um...

Há melhor contraste?

Diz-me tu...

sábado, 16 de julho de 2011

Happy birthday...

... To Libertya...



Faz hoje 2 anos que postei pela primeira vez neste blog. Criado a título de brincadeira e ligeireza, a mesma que se mantém até hoje, tem sido com gosto que o tenho visto avançar, crescer, moldar e acompanhar o mesmo processo por parte de quem o alimenta. Teve fases em que esteve ao rubro, outras em que esteve em "suspenso", outras ainda em que nem um nem o outro o definiam...

Sentimentos libertyos, vontades, desabafos, provocações e acima de tudo eu em cada linha... Intensas e sentidas.

Deu-me o privilégio de conhecer e lidar com algumas pessoas fantásticas que guardo no coração, e elas sabem disso, deu-me a possibilidade de dar asas às minhas, sejam elas brancas ou escarlate. Fazendo um balanço, o saldo é muito positivo, mesmo, em todas as vertentes. Se chega ao terceiro aniversário não sei, mas também dizia o mesmo quando comemorou o primeiro...

Da mesma forma que tive a honra de ter um presente do meu designer de eleição, no seu 1º aniversário, voltei a tê-la neste, e com orgulho lhe dou o devido crédito da imagem "Libertya", a minha tão bem criada por ele! O meu sincero obrigada El Solitário... ;)

Agradeço também a quem por aqui passa, lê, comenta, e faz parte do Libertya dessa forma... O meu obrigada!


...Libertya...

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Saudades...

De me sentir assim...

Leve, solta, serena...


Só pelo simples prazer de o sentir.. ser...

... deixar fluir...

Vulcão... Ou não...

De sorriso meio tímido, meio maroto,

Asas vermelhas presentes, sempre prontas a sair...

Mas deixando as brancas brilhar...

Sabe bem...

.... Shhhh....

;)



segunda-feira, 4 de julho de 2011

Grrrr...


Com um calor insuportável, saio de casa com o intuito de ir dar uma volta e curtir uma boa praia ou esplanada, quando me lembro que tenho de ir levantar dinheiro, o que por esta altura na minha zona se revela algo complicado. Páro no primeiro, a custo, sim, porque estacionamento é mentira,  e qual o meu espanto quando reparo que o mesmo estava sem notinhas... Que surpresa.

Rumo ao segundo e a resposta da maquinetazinha era a mesma. Bom, cheira-me que vou andar às voltitas, pensei eu. Mas como sem dinheirinho não há cafézinho, tive de me resignar aos factos. Estou parada num semáforo a pensar quantos mais havia por ali que poderiam dar-me uma resposta diferente, quando ao meu lado pára um Audi com 2 meninos do papá lá dentro. Um lança piropos e o outro ajuda à festa, enquanto aceleram com o carro do papá. Semáforo abre e como boa menina que sou, deixei as florinhas de estufa passarem, não sem antes lhes dar um sorriso estilo "há-des bater com os cornos ali à frente camelo"!

Ao fim do 4º multibanco sem cheta, toca de ir a Vilamoura, e já a arrepanhar os dentes antevendo a enchente de gente e as filas intermináveis,mas ao segundo lá consegui levantar dinheiro. Estou a chegar perto do bólide quando está um senhor muito fofo à espera do meu lugar para estacionar. Quando vou  meter a chave na porta, vira-se:

Parvalhão - Despacha-te lá com essa merda pá!!!
Libertya - O senhor desculpe, mas está de férias não está?
Parvalhão - Estou porquê?? Mexa-se lá, tenho mais que fazer!!!!
Libertya - Vi logo, é que esqueceu a educação em casa!
Parvalhão - Olha-me esta, querem ver esta gaja??
Libertya - Sra. D. Gaja ó amostra de gente! Faz-te útil à sociedade homem... Vai dar sangue!!!

E nisto entro no carro com o sangue a ferver mas muita calma, movimentos lentos, e um sorriso podre de toxyco. Uma vez que era o unico lugar disponível na zona, o camelo tinha de se sujeitar à minha vagarosidade. Acendi um cigarro, limpei os óculos de sol ao som da buzina dele, ajeitei os retrovisores, e em marcha lenta começei a tirar o meu carro, o parvalhão espumava dentro do dele. Acenei-lhe com um sorriso bem Pepsodent enquanto a criatura esbracejava dentro do carro e a mulher baixava a cabeça à procura de um lugar para se esconder...

Esplanada comigo, e lugar para deixar o carro? Ele era carros em cima das passadeiras, ele era carros em cima dos passeios, até em cima de um canteiro vi, e nas curvas então era de bradar aos céus. Lá me ajeitei, sendo que mais valia ter deixado o carro à porta de casa, não fosse o facto de ter de levantar dinheiro, e depois de tudo isto, que é de um lugar para sentar? Bom,  se a vontade de beber o dito cujo café já não era muita, agora então era nenhuma! À minha volta só ouvia era pessoas a gritar pelos empregados, e eles coitados com cara de aflitos sem darem vazão ou aguentarem a pressão, quer da pressa, DE QUEM ESTÁ DE FÉRIAS, quer da arrogância, falta de complacência e educação dos mesmos. Dei meia volta e enquanto caminhava só pensava que ainda agora entrámos em Julho...  Adoro a zona onde resido, é excelente o resto do ano, mas no Verão... NÃO!!!!

Haja paciência... Há dias em que não devia de sair de casa! Grrrr


quinta-feira, 30 de junho de 2011

Nem...

Uma palavra....


... Sente apenas...

O que o meu beijo te diz!

Consegues?

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Hoje...

 Fechou-se um capítulo...

E muitos outros estão por abrir....



De leveza nas asas, pés e coração,

Percorro as carruagens e paragens que a vida
me trouxe,

Penso nas que se avizinham,

Tiro delas a aprendizagem devida,

E de sorriso meio
angélico, meio
diabólico,

Toxycidade tão minha,

Intensidade e impulsividade,

Doçura e cândura,

Pisco o olho à vida....

Ou não fosse eu quem sou!

Com o sentimento de sempre,

Menina ladina,

Mulher felina,

Mas sempre, sempre,

Libertya...

Let the game(s) begin!

terça-feira, 21 de junho de 2011

Gosto...

... de ser, ou considerar-me como...
 Low Profile...


Mas...
Libert(y)a o lado infernal...

Acorda-o....

Nunca entra sem ser convidado!

Já alguém diria.

Atreve-te....

E...

Bom, o resultado, esse...

É para ser sentido, não contado!

Ou não...



segunda-feira, 20 de junho de 2011

Skin...

... Chains...



" I've been working hard so long
Seems like pain has been my only friend
My fragile heart's been done so wrong
I wondered if I'd ever heal again

Ohh just like all the seasons never stay the same
All around me I can feel a change (ohh)

I will break these chains that bind me, happiness will find me
Leave the past behind me, today my life begins
A whole new world is waithing it's mine for the taking
I know I can make it today my life begins

Yesterday has come and gone
And I've learn how to leave it where it is
And I see that I was wrong
For ever doubting I could win


 just like all the seasons never stay the same
All around me I can feel a change (ohh)

I will break these chains that bind me happiness will find me
Leave that past behind me today my life begins
A whole new world is waiting its mine for the taking
I know I can make it today my life begins

Life's to short to have regrets
So I'm learning now to leave it in the past and try to forget
Only have one life to live
So you better make the best of it

I will break these chains that bind me happiness will find me
Leave the past behind me today my life begins
A whole new world is waiting its mine for the taking
I know I can make it today my life begins

I will break these chains that bind me happiness will find me
Leave the past behind me today my life begins
A whole new world is waiting its mine for the taking
I know I can make it today my life begins"


Bruno Mars

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Sentir...



Eu... Tu...
Paixão... Calor... Sedução....
Partilha... Confiança... Tesão!
Olhas-me com aquele ar felino...
Retribuo-te lasciva ... Sorriso maroto...
O que conheces tão bem...
Menina mulher... Gata selvagem...
Aproximação... Passos seguros e lentos...
Perfume... os nossos que se misturam...
Mordo os lábios... atiço-te!
O meu corpo estremece com o teu caminhar...
Imponente... Calmo... Firme...
Charme e sedução forte... TU!
Sussurro-te ao ouvido...
"Quero-te... "
Num gesto firme puxas-me de encontro a ti,
Sinto o calor que emanas do corpo...
Lingua minha, quente... que serpenteia no teu pescoço,
A tua mão desçe pelas costas
Arrepio-me... deliras.
Roças o corpo no meu, sinto-te crescer
Provoco-te.... queres um beijo...
Dou? Não dou? Humm...
Sinto-te mais forte agora, prendes-me as mãos,
O teu olhar grita, és minha!
O meu responde... Só tua!
Quebro... cedo, as línguas iniciam um bailado,
Os corpos dançam ao som do desejo...
Puro... crú... sentido... o nosso!
Desapertas-me a camisa... botão a botão
Admiras o negro que me cobre os seios,
Tocas-me... Fecho os olhos... os bicos eriçam...
Dizes-me ao ouvido palavras desconexas,
Puxo-te com firmeza contra mim, levo a mão ao teu sexo
Afago-o... esfrego-me, roço-me, oiço-te....
Voz que falha... loucura instalada!
A tua boca faz-me delirar, a língua enlouquece...
E desce mais um pouco.... livro-te das vestes,
Abro um pouco as pernas... sinto-te a queimar
enquanto as pernas tremem de tesão.
Suave e maliciosamente brindas-me as virilhas
com a tua saliva... quente... inebriante...
Brincas... atiças... jogo do gato e do rato!
Levo-te lá com a mão... olhas-me...
" Não... ainda não..."
Delicias-te com a tortura... sentes-me a escorrer...
Escrava, sucumbo ao teu domínio, faz-me tua!
Sinuoso, fazes-me gemer, entrar em delírio,
Falta-me o ar, êxtase completo, sorves-me...
E sobes...
Beijas-me, misturas o meu sabor ao teu,
Viras-me!
Mordes-me o ombro com suavidade, sussurras...
"Queres-me...?
Pede!!"
Rasgas-me a razão, invades-me os sentidos,
Rouca e louca, num gemido ordeno-te...
"Quero-te! Agora! Já!"
De uma acentada entras em mim, forte
Majestoso, louco de prazer!
Vai e vem calmo... sentido, numa fusão incrível!
Aumentas a cadência, ritmado,
Gemo perdida de desejo, perdida em ti...
Corpos suados que sucumbem à loucura,
Em horas de arrebato, entrega, até se perderem as forças...
Etre gemidos, pedidos, desejos ardidos, dás-me tudo!
Ofereço-te em bandeja dourada o orgasmo...
Sinto o teu a vir galopante,
Oiço-te... sinto-te... vibramos em conjunto....
Perdemos a noção do espaço, tempo, de tudo...
Num beijo selamos o nosso mundo...
Num abraço unimos as asas...
E...

terça-feira, 31 de maio de 2011

Palavra...

Que não entra no meu mundo....

Imagina qual é...

 Nem sempre é fácil domar o que não tem como o ser... Nem sempre é fácil lidar com o que não se pode ou consegue ter controle... Nem sempre se tem pulso para tal... E mesmo que se vergue... não quebra!

Libertya... é... Isso mesmo...

Libertya!

terça-feira, 17 de maio de 2011

Nostalgia...

Chove copiosamente la fora... Oiço as gotas baterem vigorosamente nas portas de vidro, como que num chamado outrora familiar, mas que hoje as impede de me molhar. O impeto e impulso de menina pequena e rebelde que  me levaram tantas e tantas vezes a descalçar, fugir da professora com cara de madrasta ou bruxa ma e ir chapinhar nas poças, nao me importando com o severo castigo posterior, nao se igualavam com a sensaçao de tal, ele que viesse, valia a pena, mas com a idade parte desse prazer vai sendo retirado, dando lugar a outros. Nao igualaveis mas naturais...




Ainda hoje, apesar da idade, responsabilidade, peso, nao ter a inocencia ou ingenuidade da menina de 1º ou 2º classe, perco tempo a olhar e sentir a chuva cair-me no corpo, escorrer-me pela face, caracois, sentindo aquele arrepio delicioso que so ela provoca... Nao conheço o termo ou objecto guarda-chuva, excepto por protecçao de quem amo mais que a mim mesma, mas para mim... Nao existe. Nada iguala a sensaçao de estar assim... No meio do "nada", abstraida de tudo e todos, e sentir a essencia da vida escorrer-nos pelo corpo abaixo, e relembro os tempos que revejo agora em geraçoes seguintes. Surge a vontade de perder a noçao de tudo e juntar-me na dança que um dia dançei com a mesma idade, tamanho, sonhos e aspiraçoes... Imensas vezes o fiz e ainda faço, sao recordaçoes que guardo como minhas,ainda alimento. e que sei que serao guardadas da mesma forma que as minhas foram e sao,num bau sem preço, tamanho, forma ou conteudo que valha a pena a nao ser o nosso, o do saudosismo, o da alegria de momentos vividos como nossos ou partilhados, o da alma...

Chove copiosamente la fora... e a nostalgia deixou um travo meio adoçicado, meio amargo... O de poder lembrar momentos volvidos, o de nao os poder pincelar de novo nos tons que deveriam ter sido, o de os poder acalentar e partilhar de forma mais colorida e abrilhantar a vida de quem amo, deixando um travo a algodao doce e traços de arco-iris, como que pintando o quadro perfeito... Deixando-me a mim com vontade de voltar aos tempos encantados de menina rebelde, que fugia da sala de aula, se descalçava e ia chapinhar nas poças...

Amanha o sol nasce e traz com ele outra cor, outra magia, outra vida, mas... como esta... nao ha... cada uma sendo unica na sua forma de ser, sentir e viver.... Vontade de ser menina de novo e poer-me perder nela se pensar em mais nada do que o simples prazer que ela proporciona...

sábado, 14 de maio de 2011

Simbiose...

Numa dupla sem palavras, eis que surge a combinaçao perfeita... Intensidade e força versus graciosidade e sensualidade... Um post criado a quatro maos, onde ter o privilegio de ter a doce Venus in Red como a outra metade abrilhantou o Libertya...

As maos dela e as minhas bailaram assim... em exquisite corpse...




Sei-te em mim aos pedaços...
Puxo o elástico do espírito...
sem te usurpar a alma em flor
e vejo-te em gotas de chuva
... que me caem no rosto...
Sei-te, porque me sei a mim...


Sinto-te em cada respirar...
Em golfadas de ar, como vida que me alimenta,
como se em suspenso me mantivesse...
Sinto-te em cada aroma e sabor, adociçados e frescos,
hortelã pimenta que me inebria... enfeitiça...
como se lenha fosses, na minha fogueira...
Sinto-te, como me sinto a mim...


Sei-te devagarinho,
de mansinho vou(te) sabendo...
olho-te no vice-versa ou, no reverso do meu jeito
sei que os teus braços são leves...
são plumas que me enfeitam o peito
Sei-te num pensamento longe,
aroma de jasmim... brilho de lua, banho de mar
Sei-te, porque me sei a mim...


Sinto-te em cada caminhar...

Como pegada que me marca o ser
Plena na sua forma, única do teu saber…
Sinto-te de forma avassaladora,
Nas veias que me inundam, de sangue galopante,
Mar revolto num usurpar de sentidos...
Brisa suave, Magnólia em flor, repasto dos Deuses,
Sinto-te, porque sei-te assim...

E o sabor que tem o teu saber...
É Alma estendida ao sol
Coração em desalinho
É descanso, fogo e Universo
Pele rubra de carmim...
Sei-te, porque me sei a mim...

O traço cinza da Venus... o meu traço escarlate... e assim a Divindade nasce...



Sentences....

Some say...




What doens't kill you... makes you stronger!

And if you snap... you bust get back on your feet again and rise like Phoenix... Or a sharper Scorpio...

Damn, if feels good to be back!

domingo, 8 de maio de 2011

Heart beat...

Mais do que uma dança, musica, liçao de vida... Um sentimento!



Demoras?

segunda-feira, 2 de maio de 2011

What i call...

... A good definition...


Like the wind...

.. Libertya...

domingo, 24 de abril de 2011

Ready...

... For me Sinner?


 I know you want it...

I know you feel it...

I know you think of it,

but...

Are you really ready for me?

Show me!

You know how...

Conquer my mind,

Earn my body!

Two become one...

Like me and you!

Up for it, sinner?

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Intensidade...

Ao mais alto e puro grau...


Algo que já por diversas vezes ouvi como definição, intensa... Será que sim? Será que não? Questão que permanece...

A intensidade tem o seu lado ambíguo, como tudo na vida, para mim pelo menos. Tanto se revela arrebatador e capaz de nos elevar aos mais altos patamares e níveis do que julgamos como prazeroso,momentâneo e idílico, como algo voraz e destruidor, capaz de deitar por terras convencões, ideais, ou meros momentos que julgamos como nossos, triunfantes e vitoriosos, com sabor a mel que viram acre de um momento para o outro.

Como defines a Intensidade? Ou uma pessoa intensa?

Libertya...

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Return...



Nasty... Naughty... Wicked...

Always Libertya!

domingo, 23 de janeiro de 2011

Haverá...

... melhor forma...


De se passar um Domingo?

Sente-me...




Adentrar o teu mundo!

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

A Libertya...


Vai de férias...


Ou pausa para refexão...

Não deixando de acompanhar os cantos que aprecio e gosto de deixar a minha marca, vou ali e já venho...

Consegues...

... Adivinhar...

O meu pensamento?


... Sussurra-mo...



segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Divagações....


Recentemente, em conversa amena, descomplexada, solta e divertida, no mundo virtual,   foi-me dado a saber o constante reparo nas musicas escolhidas no Libertya, gosto destes pormenores, foi-me perguntado a sua importância e porque é que raramente tocavam musicas mais softs no mesmo. Explicação dada e acatada ou simplesmente não escrutinada, vá, aprofundada digamos, foi-me perguntada a que achava que melhor me definia, resposta complicada confesso.

Num blog que caminha para os 2 anos, se lá chegar obviamente,é assim como eu, ou seja como o vento,  numa triologia que sempre tentei manter, por vezes fácilmente, outras nem tantas, mas a ligação imagem/musica/palavras sempre foram um conjunto que tentaram ser regra por cá, tal como eu sou no mundo real, não nessa ordem ou tópicos, mas com a musica como constante!

Sempre foi algo que desde que me conheço por gente nunca larguei, fosse de que forma fosse, numa dança desajeitada, num cantarolar desafinado, mas uma companhia noite e dia, no começar do mesmo sempre, desenrolar, ou término.


Em conversa amena, descomplexada, solta e divertida,  no mundo real, o tema era musica. Numa ligação quase de irmandade, conhecimento mais da minha parte do que da contrária,"mea culpa" ou força do hábito,  não me foi dificil escolher uma sendo até  que acertada, já o contrário não foi tarefa assim tão fácil, algo atribuido à minha capacidade camaleónica, ou de tal forma vasta,segundo foi-me dito. Claro está que os palpites foram dados, mas uma vez que sou isso mesmo, camaleónica, e dificilmente alguém me conhece, é preciso uma atenção por demais concentrada e saber acertar no botão certo, estiveram até perto...

Pus-me a pensar na musica que achei que me definiria na maioria das vezes, sendo em que esfera se revele, faceta ou realidade,  sendo que nunca o é a 100% , nunca niguém o é assim com tanta exactidão,mas talvez o mais aproximado possivel. Num canto, blog, ou lugar que se prevê ou estima ser sempre suis géneris, mas que comigo não o é nem nunca o foi,  que já teve momentos calmos, intensos, provocadores, preversos, de amor, paixão, carinho, escárnio e "bom" ou mal dizer,mas sempre verdadeiros no que acho, digo, quero e explicito, sem rascunhos ou toques gramaticais rebuscados,  onde já fui rainha e escrava de mim mesma, angélica ou toxyca, sendo que o ultimo triplicou as visitas diárias  lol, penso na musica que escolheria como definição... e sem duvida seria... Irene Cara, "What a Feeling"!

Para além de ser a banda sonora de um dos meus filmes favoritos, a sua alegria, força, garra, vontade de vencer, é algo que me faz a circulação sanguínea disparar! Já me atribuiram Enigma, algo que adoro, já me ligaram a Anastacia, uma constante, até Corrs, mas depende de cada momento... O que me traduz na maioria das vezes?

Este mesmo... "What a Feeling"...


Momentos...




"No lugar que chamo Casa
Com paredes de luar
Cada sonho é um desenho
Com vontade de lutar


Cada risco é como um grito
Que canto e deixo no papel


Cada sombra um poema
Que se despe e livre
Pássaro cruzando o céu

Ser como um desejo
Ser herói num beijo
Sobre a cidade
Viver numa estrela
E sem dar por ela
Gritar Liberdade

Num lugar onde me deito
E descanso a solidão
Alguns traços são perfeitos
Outros loucos de paixão


E se um dia eu adormecer
E acordar rodeada de heróis
Descobrir que a vontade é mulher
E eu sou maga mundo fraga
Magia na voz


Ser como um desejo
Ser herói num beijo


Sobre a cidade
Viver numa estrela
Sem dar por ela
Gritar Liberdade


Ser como um desejo
Ser herói num beijo
Sobre a cidade
Viver numa estrela
Sem dar por ela
Gritar Liberdade"


Diana Basto, Liberdade


*Um video espectacular, na sua essência e simbologia...