terça-feira, 30 de novembro de 2010

Porque...

Há coisas, ou momentos...


Que não se apagam...

20 comentários:

oral_muito_melhor_que_palavras disse...

Como no acto do Casamento ( para bem e para o mal, na saude e na doença).

Beijo

Continuo a ler . . .

Simplesmente disse...

depende sempre da maneira como são escritas, e como ficam marcadas na nossa pele

Ulisses disse...

...mas também há outros que desejamos ardentemente apagar...

:)

El Solittario disse...

e o primeiro beijo é uma delas,,,
;)

beijo-te,,,

Fragmentos Intemporais disse...

Não se apagam não!
São memórias intemporais que marcam o mais íntimo que há em nós!

Beijoca

Stargazer disse...

Há momentos que perduram na nossa memória. Que se cravam nela a ferro e fogo. Que jamais esqueceremos.

Um cheiro, um gosto, um olhar...

Freya, nem imaginas quanto. Nem imaginas quanto. Fizeste-me viajar no tempo...lágrimas teimosas...vamos secá-las.

Ajudas-me?

Beijo amigo, o meu!

O Santo Diabinho disse...

E é tão bom recorda-los...
Beijo

O Doutor e o Fugitivo disse...

Todos nós temos momentos bons, e momentos menos bons, e todos eles inesquecíveis.
Todos eles fazem parte da escola da vida.
Apagar algo seria como renunciar às origens, não aceitar os factos.
Gostei do seu Post

Continuarei atento

Fugitivo

Libertya... disse...

oral_muito_melhor_que_palavras,

O das Almas... não seria digno de menos que isso.

Beijo liebrtyo

Libertya... disse...

Simplesmente,

Por mais que os escritos fiquem gravados, seja em que pano, papel, ou caneta forem, os que ficam gravados no corpo, a ferro e fogo "dourado", não se apagam...

Depende sim, de quem o sente, e como sente.

Beijo libertyo

Libertya... disse...

Ulisses,

Podemos desejar até por momentos sim, mas o seu ensinamento não,esse nunca devemos esquecer, é parte de nós... O que nos faz ser como somos, e vivemos aprendendo, no bem, e no mal...

Beijo libertyo

Libertya... disse...

El Solitário,

Uns dão valor a umas coisas, outros a outras. A Libertya? A algo tão simples como ele...
;)

Beijo-te...

Libertya... disse...

Fragmentos Intemporais,

Nada se iguala a tal...Num invadir de intimidade que poucos possuem, ou fazem dessa forma, intemporal...

Beijo libertyo

Libertya... disse...

Stargazer,

O que de mais nosso e íntimo possuimos são isso mesmo, as nossas mémórias, essas... ninguém tira, apaga ou destrói.

Como bem disseste, um gesto, um cheiro, um olhar...

Afrodite, lágrimas, só as de alegria, não as opostas! Fazem parte sim, mas deixemo-las para depois... sabes onde estou, não sabes? ;)


Beijo carinhoso, o meu...

Libertya... disse...

O Santo Diabinho,

Muito bom... mesmo!

Beijo libertyo

Libertya... disse...

Fugitivo,

Não poderia concordar mais consigo, a maior escola é a da vida, e do que de bom nos dá, assim como o de mau, ou se preferir claro, bons ou maus momentos, nos faz ser quem somos.

Nenhum deve ser apagado, de todo, de todos eles tiramos um ensinamento, faz-nos crescer e com eles aprendemos.

Os bons, de forma mais célere tendemos a esquecer, ou talvez os mais marcantes de forma negativa nos tornam mais alertas, mas sabe muito bem reviver os momentos... unicos, sentidos na pele.

Beijo libertyo

Flowheart disse...

Todos os momentos são únicos, assim como a vida, cada dia que passa, o sonho, a liberdade, o amor e a amizade, são coisas,são momentos únicos, que não se apagam, mas só os verdadeiros...

Bjs

Serge disse...

esses momentos são para sempre, são memórias :)

bj doce

Libertya... disse...

Flowheart,

Na veracidade dos sentimentos, se deixam marcas indeléveis, mesmo que apenas sejam isso mesmo, momentos. A vida é feita deles... assim como a nossa existência!

Um beijo meu, à lua... sempre

Libertya... disse...

SErge,

O que colhemos e levamos desta vida são as memórias... de momentos para nós intemporais.

Beijo libertyo