sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Libertya...





Abro os olhos e deparo-me com as diferenças...
As que marcam as minhas presenças...
Traços que outrora escondera, abafara ou
simplesmente não mostrara
por medo, de mim, da esfera não assentada...


Impulsividade, talvez a palavra que melhor me defina...
Volatilidade, algo com que se escreve a minha sina...
Sensibilidade, a que crava a minha cruz...
Inconstância, o terrivel guia que me produz...
Intensidade, como caraterística intrínseca...
Liberdade, no pensamento.. sempre...
Como o sangue que corre em mim livremente...


De larva a borboleta? Ou envolta num casulo com chave dourada?
Um acordar que negava ao fio da navalha...
Para mim um libertar... Aos outros um estranhar...
Um casulo que se abre... Uma nova "Eu" que nasce...


Alma cravada e gravada em espinhos afiados,
Os que nunca dei a picar mas com os quais me feri,
Rosas que revelei em dias de calor, os que criei por amor,
Hoje esmagam-se em pegadas minhas... as que não pedi...


Mudança... A que se adivinha... Sinto-a aproximar...
Desejo-a, no meu ser se instala... Deixo-a se entranhar...
Como duna que se forma ao sabor do vento...
Como chuva que cai na bruma feita a meu tempo...





Algo já antigo, mas que me continua a dizer muito... Há duas coisas das quais não podemos fugir, a morte... e a mudança. Aprendi a aceitar a ulitma, não com leveza, mas com ensinamento...

18 comentários:

Vontade de disse...

Se a mudança nos tornar melhores e fizer da nossa vida um caminho mais certo... venha ela.

Ulisses disse...

Já reparaste que a mudança é a unica constante...?

:)

Patife disse...

Sempre de escrita intensa... Bravo!

Venus in red disse...

A mudança é intrínseca aos seres insatisfeitos, quiçá... exigentes...

Um passo para a frente e... já não estou no mesmo lugar!

Gosto de apreciar(te) em algumas peculiaridades... ;)


[Deusa em falta, pagará! ;)]






Basium
(terno)

Serge disse...

muito bom amiga ;)

bj doce

Simplesmente disse...

mudar normalmente é muito bom...

menina fê disse...

a mudança me rasgou ao meio nos últimos meses. mas hoje somos amigas.

rs



bjs meus

oral_muito_melhor_que_palavras disse...

Quando se muda que se mude para melhor, ou diferente, nunca para ( mais do mesmo).

Tens o don de me deixar estarrecido ao ler as tuas palavras, Gosto.

beijo.

Continuo a ler . . .

Libertya... disse...

Vontade de,

A mundaça acarreta sempre dois lados, o nosso, e o de quem connosco lida. Nem sempre a aliança é pacifica, mas necessária.

O certo é que dela não temos como fugir...

Beijo libertyo

Libertya... disse...

Ulisses,

Sem duvida, e tal como disse à Vontade de, necessária.

Beijo libertyo

Libertya... disse...

Patife,

Escrevo o que sou, sou como escrevo...

Beijo libertyo

Libertya... disse...

Venus in Red,

A insatisfação faz-nos percorrer os caminhos diversos, com um grau de exigência quiçá superior, em busca da perfeição... A mudança é uma consequência normal desse percurso.

Gosto de te saber atenta... como sempre. ;)

(Eu espero... com todo o carinho ;))

Beijo
(meigo)

Libertya... disse...

Serge,

Ainda bem que gostas... ;)

Beijo libertyo

Libertya... disse...

Simplesmente,

Sou adepta de mudanças, mesmo as que não controlamos...

Beijo libertyo

Libertya... disse...

menina fê,

Nem te vou dizer o que me tem feito nestes ultimos meses também...

Passaria de Libertya a Toxyca num ápice! :)

Beijo libertyo

Libertya... disse...

oral_muito_melhor_que_palavras,

A mudança implica sempre algo de novo, ou diferente... nem que pareça imperceptível, está la.

Grata pelas tuas gentis palavras...

Beijo libertyo

El Solittario disse...

vivendo,,,
e aprendendo,,,
; )

beijo-te,,,

Libertya... disse...

El Solitario,

E apreciando o que a vida nos ofereçe...
;)

Beijo-te...