sábado, 19 de setembro de 2009



Olhos fechados... Sentidos apurados... Corpos suados... Vontades que se revelam ao sabor da língua... mestre na sua arte, a de quem a sente e de quem dela dá a sua parte... dedos que tocam na pele que arde... Curiosos, saborosos, exploradores dos vários sabores, os que pedem a preservação da alma contra a entrega do corpo... Um cheiro a desejo que emana a cada respiração que se revela pesada... Uma chama que aperta e afoga o estado normal, solta o animal... O da natureza humana, o que se mostra na noite insana, o tesão que transpira a cada toque do corpo, da lingua, da mão...


Um corpo que se funde noutro, ao compasso da dança do sexo... Simples... Complexo... Explorado, provado, demorado... O que ganha ritmo a cada gemido solto, a cada grito... O perder tempo num ponto certo, descoberto... o que solta as palavras profanas, mundanas, o desviar e voltar aos outros pontos menos óbvios mas tão satisfatórios... O jogo do gato e do rato... O prolongar de um culminar doce e ácido, o da entrega versus momento,o pedir... por mais... loucura pura... o fugir maroto que aguça o poder engenhoso... o desenfrear de ancas que entram nas suas danças... mãos que agarram os corpos que se entregam na mistica dos lençóis de cetim... noite após noites... prazeres sem fim...

31 comentários:

sentindo.TE disse...

pleno... perfeito.... puro! mais um exemplo do uso das palavras em belos textos de sedução...

Secreta-Mente disse...

Um desejo assim que se mantém noite apos noite... quero!

Libertya... disse...

Sentindo-te,
as palavras são parte fundamental do jogo de sedução...
bjs libertos em ti

Libertya... disse...

Secreta-Mente,
noite após noite,uma descoberta nova,um desejo aumentado...luxuria!
bjs libertos em ti

Momentos disse...

Lêem-se as palavras e sentem-se os corpos, em descobertas de segredos mutuos. Naquele deslizar humido que se nos cola nos dedos e pele. Bocas e linguas profanas. Mãos perdidas em curvas de delicia...
E as palavars essas...
(maravilha de descrição...como a senti e a imagino, vezes sem fim)
beijo ;)

Libertya... disse...

Momentos,
por mais que se conheça o corpo humano, há sempre aquele cantinho ali, este aqui, outro acolá por descobrir, isso é que é delicia!as palavras essas... poderoso instrumento do desejo, como as mãos perdidas, as bocas profanas e as linguas insanas...
bjs libertos em ti!

(sussurra-me o que te vai na imaginação...) ;)

Momentos disse...

sussurrando..."tu".
;) bjo

Sérgio Pereira disse...

Deambular e divagar sobre o corpo e as sensações humanas é assim mesmo como descreves… é admitir a diversidade enquanto chave para o sucesso da sua exploração…
Mas que mania dizerem que sabem onde esta a virtude, como se o corpo humano fosse sensorialmente pragmático! A virtude é a sensação mestra e ela poderá ser encontrada naquele “recanto” aparentemente insignificante… por isso cada pedacinho é digno e obrigatório ser esmiuçado… explorado até ao ultimo fôlego. As tuas palavras remetem para isso mesmo… criatividade e intensidade até ao ínfimo… Adorei!

Bernardo Lupi disse...

Uma descrição aprimorada da mais perfeita comunhão de corpos que se desejam. Queres ser o rato??? :)

Libertya... disse...

Sérgio,
temos maneiras de pensar muito parecidas mesmo... ;)
bjs libertos em ti!

Libertya... disse...

Bernardo Lupi,
fazes de gato pardo então?? ;)
bjs libertos em ti!

Sérgio Pereira disse...

...Eu diria que safadamente complementares...!

PEKADUS disse...

Li..

Perfeitas palavras..ou..Palavras perfeitas..
Gostei de as ler..agora..

Aquele bju..em ti..guapaaaa..

Libertya... disse...

Momentos,
... eu? e faço de gatinho ou de ratinho?
bjs libertos em ti!

Libertya... disse...

Pekadus,
escritas com pecado... ou em pecado escritas...
Bjs libertos em tu! nino

Libertya... disse...

Sérgio,
e com safadeza se dissimula a sua pureza...
bjs libertos em ti!

Sérgio Pereira disse...

... e porque não puramente safadas!!! Genuínas no seu espírito safado!
Cativa-me!!!

Libertya... disse...

Sérgio,
queres que te cative? Libertya...

Sérgio Pereira disse...

Não! O que quis dizer é que cativa-me esmiuçar o puramente safado! E dessa forma obviamente que me cativarás!

Libertya... disse...

Sérgio,
falha de interpretação minha...(perdão) O que só prova como as palavras são importantes, e têm um poder superior ao que muita gente pensa. Especialmente as puramente safadas ou... safadamente puras!
bjs libertos em ti

Sérgio Pereira disse...

...sem dúvida... "puramente safadas ou... safadamente puras" complementam-se que é um primor... e gozam claramente da propriedade comutativa!
E tu sabes que me cativas com elas!!!

Libertya... disse...

Sérgio,
é no convergir dos polos que se encontra a natureza...
sim?
bjs libertos em ti

Sérgio Pereira disse...

Sem dúvida que sim! É na convergência que justificamos o caminho percorrido e a complementaridade emocional e sensorial... gosto disso!!!

Libertya... disse...

Sérgio,
é no culminar, o que nunca se alcança na sua totalidade,mas que quase se encontra o sensorial aliado ao carnal... mistura e complemento digno dos deuses!
bjs libertos em ti

Sérgio Pereira disse...

hummm... momento divinal...esse!

Libertya... disse...

Sérgio,
sem duvida...

Sérgio Pereira disse...

... beijo percorrido...!

Libertya... disse...

Sérgio,
em todo o campo...

Sérgio Pereira disse...

Isso mesmo, ou se joga por todo o campo ou então mais vale ficar no banco!

zafnathpanea disse...

no fim de ler isto tudo somente consegui (involuntáriamente)soltar um sonoro suspiro...

Libertya... disse...

Zafntahpanea,
encanta-me... achar que sim...